Beira-mar

Se fôssemos bons em política como somos em memes estaríamos feitos, mas nos jardins os urubus continuam a passear a tarde inteira entre os girassóis. “Aqui é o fim do mundo. A bomba explode lá fora. E agora, o que vou temer Oh, yes, nós temos banana até pra dar e vender”. “Veja que beleza em diversas cores, veja que beleza em vários sabores a burrice está na mesa”. “O Glauber chorava as crianças com fome”. “Uma criança sorridente, feia e morta estende a mão”. “O Glauber chorava esse país que não deu certo. “Não chegaremos a uma civilização pela harmonia universal dos infernos”. O Glauber chorava a brutalidade. “Soldados e otários do Brasil. O que é o Brasil? O que é o brasileiro? Na mansão dos Aranha alguém grita de fome”. “Quem vai querer comprar banana? Quem vai querer comprar a lama? Quem vai querer comprar a grana?”. “O Glauber chorava a estupidez, a mediocridade”. “Aranha, alto financista, banqueiro, político e testa-de-ferro internacional, do coração da favela para o resto do Brasil”. “No meio da esperteza internacional a cidade até que não está tão mal. E a situação sempre mais ou menos: sempre uns com mais e outros com menos”. Chega de lights e all rights, good nights e faufaits isso não dá mais pra mim”. “Aqui é Capão Redondo “tru” não Pokemon”. E “a cidade não pára, a cidade só cresce, o de cima sobe e o de baixo desce”. “O Terceiro Mundo vai explodir” no “dia em que o morro descer e não for carnaval”. “Quem tiver de sapato não sobra, não pode sobrar!”. Beira-mar …


Extinção

O mundo em que nascemos existe cada vez menos. O século XXI só está começando e pode não acabar bem [para a humanidade]. O fim do mundo não é o fim do mundo, mas o fim do mundo como nós conhecemos. Veja as notícias: os seres humanos estão divididos em grupos como macacos em guerra. No Brasil, o “presidente” naturaliza estupro, defende trabalho infantil, goza com armas e sonha com torturadores. Um juiz de província, tornado ministro da justiça pelos serviços sujos prestados, condena e absorve a seu bel prazer sádico. Nos EUA a entidade no poder constrói um muro na fronteira com o México para segregar. Você consegue perceber os signos da mais completa decadência e da destruição? Ou o vírus zumbi já te infectou e tudo o que consegue dizer é que odeia o (complete). Você foi programado para odiar? Game over. Não há remédio para curar o ódio do corpo, da mente ou da língua. Não adianta gritar que isso é ideia de esquerdista. As categorias políticas do século XX não fazem mais sentido. Esquerda? Direita? Ninguém sabe quem realmente está no comando (ou sabe, mas tem pavor de assumir). Ninguém sabe o que vai acontecer no próximo segundo (ou sabe, mas tem pavor de admitir). O fato é que não há ponto de retorno do apocalipse zumbi desencadeado. A aceleração de todos os processos terrestres é evidente. Mesmo o Paraíso de céu azulado faz sua parte. Memes [aparentemente inocentes] são micro-dispositivos da escalada total. A inteligência artificial não é previsível como os seres humanos. Máquinas venceram as eleições. A verdade morreu no zap com a terra plana sob os pés e com uma mamadeira de piroca na mão. Celulares e fake news sejam louvados. Steve Bannon é um homem ou um robô? Tudo que parece pode não ser.