O que fazer?

A ampulheta do século XXI escoa e ainda, habitantes da Terra, não nos demos conta dos desafios que temos ali na frente. O clima do planeta está mudando aceleradamente e vivemos como se estivéssemos no século XX. O avanço da extrema-direita com seus programas hiperliberais reforça o ciclo destrutivo. A esquerda precisa se reformular para fazer o enfrentamento e apresentar novas propostas, mas não sei realmente se as pessoas estão dispostas a ouvirem, a dialogarem, a mudarem seus hábitos e atitudes. Os professores que neste grave momento de profundas incertezas deveriam ser ainda mais valorizados enquanto agentes estimuladores da transformação são menosprezados, insultados, humilhados. O mesmo acontece com os cientistas que confirmam o avanço da destruição da fauna e da flora pelo homem. Suas bases de dados e metodologias desenvolvidas por anos a fio são desconsideradas por idiotas como Donald Trump e Bolsonaro que estão a milhões de anos luz de compreenderem o que os principais cientistas do mundo chamam de “antropoceno”, isto é, a entrada do Sistema Terra em uma nova era geológica na qual o homem torna-se um fator de desequilíbrio e de desencadeamento de catástrofes. Os artistas que poderiam produzir novas formas sensíveis também são escanteados com o desmonte de organismos e instituições culturais. Isso sem falar na liberação de pesticidas cancerígenos, na volta da fome, do desemprego em massa e de reformas que destroem direitos históricos conquistados com sangue e suor pelos trabalhadores. Atolados em políticas fracassadas, conservadorismos tacanhos, fascismo, austeridade, exploração do homem pelo homem, não estamos conseguindo avançar para as questões que serão importantes em poucos anos, especialmente a questão climática… Se as previsões da ciência se confirmarem a humanidade não passa do século XXI. O aumento de mais dois graus Celsius na temperatura global pode produzir uma catástrofe inimaginável, agravamento do derretimento das geleiras, desequilíbrios de ecossistemas inteiros, o fim da humanidade. O que nomeamos de Terra continuará. Sem nós. O que podemos fazer? Poucos sabem e estes poucos, como os povos indígenas, estão sendo massacrados.

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s