A gestão dos gestos & os gestos da gestão

Gestos dizem muito sobre uma época & os gestos desse tempo deixam, cada dia mais, de serem de vida para exprimirem medo, desejo de vingança, ódio e morte. Um grupo de zumbis, pequenos burgueses, dentre eles meu melhor amigo de infância, sinaliza com as mãos revólveres e metralhadoras. Comemoram mais um curso de MBA finalizado. Pergunto-me: a morte de quem está sendo gestada no inconsciente dessa gente? Quem ou o que deseja a morte através dessas mãos que desejam, alegremente, portar tristes armas? É estranho saber que tenho um grande amigo junto com os que estão sendo preparados para matar ou achar natural o extermínio de quem pensa diferente deles. Ele, no primeiro plano da imagem, sorri com sua fantasmática arma na mão. A turma inteira dispara uma alegria armada, menos o professor, sério no centro da turma, e um outro aluno; os dois únicos negros na sala. O capitalismo é um gigantesco e bem sucedido empreendimento da morte, opera milimetricamente a gestão dos gestos até que estes reproduzam em todos os espaços e momentos os gestos da gestão.

Advertisements