go skate day ou o skate é foda

go skate day, curitiba, saída: praça 29 de março, 17 de junho de 2012,  domingo, sol atrás das nuvens cinzas,  skate, outro skate, mais skates, uma multidão com skates, alguns patins e bicicletas também, rap, rap americano, rap nacional, camisetas sendo lançadas do caminhão de som, o caminhão tem uma fotografia de um político sorrindo, camisetas disputadas a unha, “não rasga a camiseta, cara!” , punks, jesus, um pai e seus dois filhos: todos de skate, rap curitibano: cilho, nairobi, ant, cabes, skates ao ar, uma imagem histórica, fios de alta tensão, adesivos, “galera não se perde, não se perde”, flyers, rone, manobras radicais, escopetas, policial de motocicleta, bonés de aba reta, várias marcas, muitos estilos, um fotógrafo, uma fotógrafa, outro fotógrafo, jovens se fotografando, skate no lugar dos carros, rolês de longboard, famílias nas janelas dos apartamentos, uma menina oriental lança beijos coletivos, o dia mundial do skate chegando (21/6), um câmera acoplada no capacete filma tudo, “não rasgue o caderno piá pense no tiozinho que depois terá que limpar”, as senhoras atrás do vidro sorriem para o movimento, um skatista atropela um ônibus, um homem de terno ao contrário, trincheira da martin afonso, “go skate!”,  garoa gelada,  “skate não é crime“, meus olhos são rodinhas coloridas, “go skate!”, é a juventude sônica, a zona autônoma temporária, nada nem ninguém detém os skatistas que avançam até o centro cívico:  “uh skate é foda, uh skate é foda!”

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s